Busca

Blogue LuizHenrich

textos de Luiz Henrique F Cunha

Sem Hora

Medo, angústia e frustração

São caminhos para se ter fé

É preciso não ter solução

Caminhar no escuro sem ver os pés

Desconstruir a felicidade da TV

Abrir mão de respostas, mas perguntar

Fechar os olhos para então ver

Vida transcende o envelhecer

Vivemos e, por isso, podemos morrer

São segundos num relógio

Desenhos de criança

Teimosia que é esperança

Memória que se faz epitáfio

Viver é sem hora para epifanias

________________________________________

Modificação conflitante em 6 de setembro de 2016 10:30:44:
Conheça o livro AmarEla poemas à poesia

Como não dizer eu te amo

Se quem diz  
Eu te amo  
Às vezes  
Vai  

E quem não diz  
Eu te amo  
Muitas vezes  
Fica  

Melhor ficar sem dizer  
Pior dizer antes de estar  

(Um poema de amor  
Não pode ter tanto não  
Amar é feito de sim  
Como de sim se faz  
Aquelas canções)  

Gente ama  
Quer amor  
Com clichê  
Certa dor  
Alma quer  
Outra que  
Viva só  
Saiba ter  
Se maior  
Que dizer  
Faça crer  
Desde olhar  
Sem falar  
Possa escrever  

Palavra escrita guardada  
Revelada se verdade for  
Um momento só é sincero  
Quando escrevo e espero  
Várias luas verem sóis se pôr  
Até do sino, a última badalada
(Este e outros poemas, você encontra na prévia do livro AmarEla poemas à poesia disponível para download gratuito AQUI.)

Livro digital grátis! Prévia de AmarEla – poemas à poesia

img_0072Clique no nome do livro

Download da prévia do livro AmarEla – poemas à poesia

Feliz ano novo!

Faça download da prévia do livro aqui!

img_0072
Clique na imagem para baixar o livro
10 downloads = ficarei feliz

100 downloads = ficarei muito feliz

1.000 downloads = livro digital completo disponível

5.000 downloads = pré-venda do livro impresso

10.000 downloads = 100 livros impressos para quem mandar uma resenha do livro

100.000 downloads = isso é possível?!

1.000.000 downloads = rsrsrs

Aspirante a escritor

“Aspirante a escritor”
Escritor é aspirador de pó empoeirado por fora.
Aspira e guarda pó de tudo, de todos. 
Transforma os fios de lã de poeira em tecidos que são textos.
Escreve. 
Transforma pó em poesia e mostra o que a poeira escondia.
Mas nem todo o pó pode ser coletado. Parte se dissipa, parte fica no que aspirou.
Se somos mesmo pó, a poeira é extensão gente.
A poeira que fica por fora é aspirada enquanto você lê.
 Luiz Henrique F Cunha

Sobre quem você nunca leu #51

“Ser esquecido em meio aos bilhões de humanos não é tarefa difícil. Olhe a sua volta… A maioria das pessoas são em-si-mesmadas.

Todas ocupadas em ser protagonistas de uma história de sucesso, aventura, amor verdadeiro, desilusão plena ou comédia pura. Eu sou protagonista de uma história, num papel esquecido e numa estante qualquer.

Para mim, tanto faz… Na verdade, preferiria  nem ter sido feito. Mas aproveitando que estamos aqui, me diz: o que te incomoda mais, ser coadjuvante ou protagonista?”

Personagem do livro “Históriade50metros”

Faltam 48 dias para o fim da pré-venda pelo Catarse!

Compre o livro: http://catarse.me/historiade50metros

Conheça: http://historiade50metros.com

 

Sobre quem você nunca leu #55

“Eu sou eu. Você é você. Não estou nesse mundo para viver de acordo com suas expectativas, nem você o esta para viver de acordo com as minhas.

Eu sou eu. Você é você. Se a gente se encontrar, vai ser lindo. Se não, não vai ter muito o que fazer… Isso eu encontrei nas páginas de um filósofo. Diz um pouco sobre a minha expectativa de vida.

Como não serei lido, poderei ser eu mesmo, sem culpa. Como não serei lembrado, posso parar diante das grandes aglomerações de pessoas e ser gentil ou grosseiro. Eu não tenho necessidade de fazer o bem. Nem o mal.

Na verdade, eu não gostaria nem de ser escrito. E agora, o autor me faz ser lembrado… E minha grande luta é tentar convencer você que eu valho muito mais a pena sendo esquecido…”

Personagem do livro “Históriade50metros”

Compre o livro: http://catarse.me/historiade50metros

Conheça: http://historiade50metros.com

Sobre quem você nunca leu #56

“Ah, é… Hoje você passou por mim. Eu te olhei nos olhos, mas você não reparou. Tudo bem…

Eu faço parte daquele grupo de pessoas que um tipo de rosto esquecido no dia… Mas você também é. Também cruzou bom pessoas que nem sequer notaram sua presença.

Todos os dias, nós vemos pessoas pela ultima vez. Todos os dias somos personagens principais e coadjuvantes  de uma história que, às vezes, nem nos damos conta.

E… não, eu não fiquei chateado por você não ter me percebido. Afinal de contas, já faz um tempo que decidi não ser mais lembrado.”

Personagem do livro “Históriade50metros”

Compre o livro: http://catarse.me/historiade50metros

Conheça a história: http://historiade50metros.com

Sobre quem você nunca leu #57

“Existe uma ansiedade em te dizer essas coisas… Aquele tipo de expectativa que você entenda o que eu quero falar.

Você nunca me leu. Também não faz idéia de quem eu seja. Mas somos mais parecidos do que imagina.

Se me der uma chance, talvez te convença que vale mais a pena ser esquecido do que lembrado.”

Personagem do livro “Historiade50metros”.

Compre: http://catarse.me/historiade50metros

Conheça: http://historiade50metros.com


Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: